Lisbon, 2013-2021

Objectismo Gallery

Portuguese Ceramics / Signed and Industrial Production / 1940-1980

Portuguese world-class Ceramics and Decorative Arts objects at your finger tips

Portuguese Ceramics ( 1940-1980)  from industrial production to signature pieces emanating from the from Portuguese most important factories potters and ceramic artists.

Ceramic objects that testify to what was most innovative and revolutionary both technically as well as creatively in post-war Portugal.

Objectismo shows you the artists and tells you the history of these Portuguese modernism objects of art.

Unique and Unrepeatable.

 

During uncertain times, there are some things – as art – that provide beauty, entertainment, inspiration and most importantly, hope. For now, as most of us stay safely at home, galleries and museums across continents are quickly pivoting to adapt to the present moment by opening their digital doors and inviting the world to continue exploring their extraordinary collections.

Welcome to our online catalogue with a full selection of our stock, featuring the most inspiring, innovative and revolutionary production in post-war Portuguese ceramics, glass and other decorative arts, from the energetic freedom of the late Art Deco era to the most innovative and revolutionary forms from the 50`s to the 80`s both technically as well as creatively.

Acquiring a beautiful work of ceramic can be a defining moment in life and home decoration. Start your day with a quick trip trough the ongoing exhibitions or finding an amazing and unique ceramic piece made in Portugal – all from the comfort of your home. Objectismo pride on making this a pleasurable and rewarding experience that will bring enjoyment and a better living.

Autores e obras que construíram e marcaram a história da cerâmica em Portugal

Cerâmica Portuguesa ( 1940-1980 ) de produção industrial e de autor das mais importantes fábricas e olarias portuguesas.

Peças que testemunham o que de mais inovador e revolucionário se produziu em cerâmica no Portugal do pós guerra, tanto do ponto de vista técnico como criativo.

Conheça os artistas e a história destes objectos do modernismo português.

Únicos e Irrepetíveis.

 

Situada ao Príncipe Real, zona histórica e com uma atmosfera comercial de excepcional criatividade, a OBJECTISMO integra um edifício projectado em 1899, situado à entrada do Bairro Alto, com decoração de interiores da viragem do século. A fachada recupera um friso em azulejos ao gosto Arte Nova, até agora oculto. Este friso é parte integrante de um importante conjunto azulejar, distribuído pelas sobre-portas do bloco, reproduzindo os elementos iconográficos comuns aos painéis do interior da Padaria, fundada no início do século XX.

A arquitectura de interiores da loja/galeria, da autoria de Nuno Cardoso, tira eficientemente partido de um espaço que, sendo exíguo, se pretende dinâmico.  Constituindo o suporte perfeito para um heterodoxo acervo em constante mutação, alia na perfeição um equilíbrio sóbrio a um bem-humorado sentido lúdico. O espaço fomenta o diálogo com as peças expostas, sublinhando as suas qualidades expressivas através de um eficaz desenho de iluminação.

Em exposição permanente expoem-se peças de cerâmica decorativa e utilitária, de várias épocas, nomeadamente da Fábricas Aleluia, Aveiro; da Fábrica de Loiça de Sacavém, SECLA,Aveiro, estúdio e produção corrente; olaria da Freiria; Sociedade de Porcelanas de Coimbra; Faianças de S. Roque, Aveiro; Vitrin, Alcobaça; faianças Aires C. Leal, Caldas da Rainha; Raúl da Bernarda, Alcabaça entre outras, assim como peças de autor assinadas pelos mais importantes artistas portugueses como Jorge Barradas, Manuel Cargaleiro, Querubim Lapa, Manuela Madureira, Artur José, Júlio Pomar, Luís Ferreira da Silva entre muitos outros nomes que construíram e marcaram a história da cerâmica em Portugal.

Duas a três vezes por ano a loja reinventa-se, não só na sua apresentação formal assim como na sua vocação expositiva. Exposições biográficas ou temáticas permitirão revelar alguns dos grandes nomes da cerâmica em portugal e algumas das suas peças de excepção, com sentido de investigação por parte do curador convidado e publicação de catálogo. As exposições temáticas revelarão peças em que a forma, a sua função, ou a fábrica que as produziu servirão de pretexto para um destaque e especial apresentação no interior da loja.

A pontuar o conjunto de  cerâmica exposto, o espaço vai revelando algumas peças em vidro de fabrico português, assim como iluminação e outros objectos que constituem suporte e complemento ao enquadramento do conjunto.

A Objectismo publica livros e brochuras como apoio às suas exposições, reiterando a divulgação da cerâmica industrial e de autor, em linha com o trabalho desenvolvido desde a sua fundação, em 2013. Ao associar uma missão didáctica e informativa à vertente comercial, a Objectismo é uma galeria pioneira na defesa das manufacturas portuguesas e da sua história.

Published Editions / Edições publicadas

Hansi Stael  Cerâmica, modernidade e tradição

Querubim Lapa  Primeira Obra Cerâmica 1954-1974

Gentes do Mar  Cerâmica e Outras Artes Decorativas no Portugal do Séc.XX

Victor Palla Ceramista, 1949-1951

#1 Ciclo Frágeis Sentidos/Arte Contemporânea | Margarida Dias, Fotografia

#2 Ciclo Frágeis Sentidos/Arte Contemporânea | Ana Pérez-Quiroga, Instalação

#3 Ciclo Frágeis Sentidos/Arte Contemporânea | Rui Matos, Escultura

#4 Ciclo Frágeis Sentidos/Arte Contemporânea | Miguel Palma, Desenho

#5 Ciclo Frágeis Sentidos/Arte Contemporânea | Vanessa Chrystie, Desenho